bem-vindos
Não, bem-vindo não é algo que você seja. Um cenário violento e cruel de batalha entre seres humanos, vampiros, magos e criaturas estranhas não é algo que se possa dizer estar "bem". De qualquer forma, ofereceremos a você todo um aprendizado sistemático para sobreviver nesta guerra, seja você o que for.

Mal-vindo à nova era!

:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Portal Zonko's [Zks] de Harry Potter
você sabia?
awards

mulher
homem
shipper
mago
vampiro
especialista
natupolo
família

Natupolos

 :: Cannons

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Natupolos

Mensagem por Legendary Spirit em Qua Jan 06, 2016 11:49 am


Constance Stravinsy


IDADE: 500 ANOS
PP: VICTORIA JUSTICE
DOM: TIGRE DOS QUATRO ELEMENTOS
POSIÇÃO: ALFA
STATUS: OCUPADO

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

Sua transformação ocorreu algum tempo depois do seu nascimento. Constance era prematura e fraca. Tudo indicava a morte, mas o pai que era uma bruxo poderoso , não conseguia viver com a ideia de perder a esposa e a filha. Então num impulso para salvar o bebê atravessou o limite da magia e a trouxe de volta a vida. Mas tudo possuía uma conseqüência e com Constance não foi diferente. Conforme crescia coisas incomuns também aconteciam. Em um dia de tempestade amedrontada com os trovões e relâmpagos, correu para debaixo da mesa, mas só correr não era suficiente , tinha que saltar, para chegar mais rápido e foi isso que fez, só pensou e lá estava um filhote de tigre. O pai percebeu o que fizera, sua filha era um monstro e sabia que ela não era mais bem vinda em seus territórios.

Na mesma noite, dormiu sozinho, seu pai não veio como de costume e ela sabia que havia feito algo de errado, só não sabia o que era... Transformar-se parecia normal, foi bom. Mas a tristeza por ter decepcionado seu pai a impediu de dormir, os pensamentos jorravam em sua mente, pensava em como compensar no outro dia, no que dizer, em como deixa-lo alegre outra vez. E por isso viu quando a fresta da porta aumentou, alguém passou por ela, ela ele, mas não apresentava o rosto alegre de costume, disse que precisavam dar uma caiminhada e naquela noite ela fora abandonada como uma objeto que não satisfazia mais seu dono. Novamente seus instintos afloraram e um calor preencheu seu corpo. Era de novo um Tigre e fugia pela floresta desconhecida.

Dali para a frente, os anos passaram rapidamente , as lembranças eram vagas, Constance era mais um felino do que humana, e assim se sucedeu até entender que poderia controlar os quatro elementos também e com eles transformar outras pessoas em natupolos com a ajuda de um ritual e um sacrifício. Teve a oportunidade de ter outra família, uma família que não era unida por sangue e sim pela vida, a vida que Constance dava para cada um dos natupolos que ela gerava.


PERSONALIDADE

Apesar de cobrar demais das pessoas ao seu redor e de si mesma, se preocupa terrivelmente com quem está sobre sua responsabilidade, no caso todos os natupolos. Apesar de odiar os bruxos, caçadores e vampiros. Nunca ataca ou inicia a guerra, a sua natureza animal fala mais alto. Só parte para a briga para proteger os seus, ou quando se sente ameaçada. Séculos fizeram com que ela desse menos importância para coisas simples e a unica pessoa que faz ela relembrar as pequenas coisas, como sorrir é um de seus primeiros renascidos, o chefe do acampamento da terra.


APARÊNCIA

Seu tio tinha costume de dizer que tinha os olhos da mãe, mas a bondade provinha do pai, mesmo sem conhece-lo ou conseguir se lembrar dele (exceto pelas pinturas) sabia que seu temperamento era o mesmo. Sempre fora uma criança esperta e maliciosa. O rosto e os cabelos também eram herdados de Helena, levementes cacheados num tom de castanho, e seus olhos de um negro sem nenhum ponto de luz.


ESPECIFICAÇÕES

Possui a capacidade de se transformar em um feroz leão, além de controlar os 4 elementos da natureza, no entanto, o uso de tais habilidades enfraquece Constance a ponto de deixa-la em coma após o desgaste de seu corpo, por isso criar um natupolo significa dias de repouso para a Líder de sua raça.




Vanessa Klaust


IDADE: 400 ANOS
PP: BLAKE LIVELY
DOM: SERPENTE DO FOGO
POSIÇÃO: BETA
STATUS: LIVRE

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

Vanessa tinha treze anos quando teve de enterrar a sua própria mãe. A mesma havia falecido após dar a luz a seu terceiro filho, Nikolas, os dois morreram no parto e então, Vanessa se viu obrigada a tomar partido e virar a nova ‘’mãe’’ dentro de casa, já que seu irmão era uma criança, e seu pai ficara desolado, num silêncio do qual Vanessa se lembra bem, foram seis meses onde o mais puro silêncio reinava na pequena casa onde os três viviam.

Vanessa cozinhava, seu irmão comprava o que precisava, e seu pai saia para trabalhar. Voltava tarde, ela não insistia em conversar com ninguém na casa, não queria libertar a ira de ninguém, e ela também estava lidando com a sua própria dor. Sua mãe era a melhora amiga da garota, ambas tinham em si um ar de sonhadoras e juntas sonhavam com coisas tolas, e as ultimas lembranças eram a de sua mãe escolhendo o nome do bebê, apesar de não saber o sexo da pequena criança que esteve dentro da mãe, ela sempre soube que seria outro menino, felizmente ela havia contado a Vanessa, e então, o irmão teve um enterro digno e com uma lápide com seu nome cravado.

Os anos se passaram, e nada na vida dos três mudou, apenas os irmãos, que foram crescendo e tomando suas formas de jovens adultos, Vanessa com seus dezoito anos, voltava de um passeio no lado com umas colegas que moravam não muito longe de lá. Elas se divertiam, da forma que podiam, já que dinheiro não era algo que eles possuíam em fartura, mal o trabalho do pai dava para pagar o alimento, quem dirá o luxo de uma adolescente.

O  pai ainda não havia retornado e o irmão mais novo estava em seu quarto murmurando coisas sobre seu pai só se importar com bebidas e alcool. O barulho da porta fez Vanessa saltar, o pai havia chego, o vento gelado da noite invadiu a casa, Vanessa se apressou em ir a porta para fecha-la, o pai tombou na parede, parecia abatido, e o cheiro de álcool era notável de longe.

Olhou para o lado, e vira que seu irmão ainda permanecia no quarto, pegou no ombro do homem duas vezes maior que ela e tentou o ajudar a caminhar até a cadeira mais próxima, para que pudesse ajuda-lo a melhorar, quem sabe fazer passar a embriagues. Mas quando sentiu a mão do pai descer para sua cintura, achou estranho, mas ainda sim continuou a empurra-lo para que andasse.

A mão dele subiu para o seios, e Vanessa fez uma careta, surpresa. Tentou afastar a mão dele, em vão, já que o corpo mole do pai a prensou na parede, ainda próxima da porta. O homem tapou a boca dela com a outra mão, ele parecia cego, e não via que aquela era a própria filha, ele levou a mãos até a calça dele, e Vanessa sentiu seus olhos encherem-se de lágrimas. Um grito agudo escapou de sua boca, em seguida um tapa, o pai murmurou para que ela calasse a boca, Vanessa tentou se livrar dele, com todas as suas forças, mas apenas o ajudou, ela sentiu suas pernas serem abertas e uma dor a invadiu.

- John!-Gritou tentando se soltar, gritou apavorada, dando unhadas e se debatendo, já não sentia mais dor, e sim ódio. Ódio pelo seu pai. – John! – Gritou sentindo as lágrimas descerem por sua face, ouviu um barulho forte, e o pai de Vanessa saiu de perto. Vanessa correu para trás do irmão, sentindo seu corpo um caco, o mesmo parecia boquiaberto, Vanessa não disse nada quando o irmão avançou em cima do pai, o cobrindo de socos. Vanessa saiu correndo porta a fora, ouviu os gritos do irmão, mas ela não parou.

Tudo o que ela queria agora era sua mãe, a neve caia sobre sua cabeça, e o corpo seu corpo estava começando a sentir os sinais do frio, o vestido abarrotado e velho não a esquentava e ela pouco se importava. Lembra-se de um rugido, um rugido que começou lento e foi aumentando, Ness se virou e viu o par de olhos num tom quase branco do animal, um lobo e ele não parecia apenas de passagem, o lobo foi se aproximando aos poucos como se saboreando o medo da vitima, e como ela estava, num impulso idiota ela virou as costas para o animal e correu, sentiu um peso se lançar contra ela e o rosnar novamente, depois veio a mordia, e outras, enfiou as unhas no rosto do animal conseguindo se afastar, mas estava cercada.

Ouviu a voz de seu irmão, suas lágrimas caíram com mais força, e em instantes lá estava seu irmão, ao seu lado, e então foram atacados. Seu irmão correu, arrastando ela consigo, mas eles não conseguiriam ambos estavam feridos, e perdendo o sangue e Vanessa sem esperança. Iriam morrer em questão de instantes, um som de um animal fez com que ela caísse, Vanessa jurou ter visto um tigre de bengala saltar e então sentiu seu corpo tombar e o escuro tomou conta de si.

Quando acordou, descobriu a sua nova vida, sua nova salvadora, sua nova personalidade. E nunca mais deixou que a doce e ingênua Vanessa voltasse, e então uma nova pessoa tratou de se tornar. E desde então tratou de odiar todas as outras espécies, inclusive os humanos mas nunca deixou que ninguém soubesse disso, apenas seu irmão, e talvez mais alguém... Como ela e seu irmão foram um dos primeiros da especie, tiveram mais tempo com a líder Constance, e a mesma ensinou os segredos da especie que haviam se transformado, e assim aprendendo a controlar totalmente o elemento que recebeu fogo, e com o passar do anos e com o crescimento da especie Vanessa se tornando a chefe do acampamento dos nativos de fogo, tratando de ensina-los e treina-los como ser um guerreiro imbatível em guerra.


PERSONALIDADE

Vanessa é uma pessoa de personalidade forte, isso depois de ter sido salva por Constance, é uma pessoa com temperamento compatível com seu elemento, fogo. É impaciente, agitada, não gosta de meio termos, ou é oito ou oitenta, mas ainda sim traz consigo algumas de suas características de antes, é simpática, fiel e amorosa apenas com as pessoas queridas.


APARÊNCIA

Vanessa tem o rosto fino, queixo levemente pontudo, olhos esverdeados e uma pinta abaixo do olho esquerdo. É alta e magra, não é muito musculosa, mas tem suas curvas naturais e delicadas. Os cabelos loiros são sempre ondulados e soltos, como se ela acabasse de acordar.


ESPECIFICAÇÕES

Possui a capacidade de se transformar em um uma serpente do deserto, além de controlar o elemento fogo e ser a chefe do acampamento no qual vive, o que incube a tarefa de preparar todo o exército Natupolo.




John Mathew Klaust


IDADE: 395 ANOS
PP: KIT HARINGTON
DOM: BÚFALO DA TERRA
POSIÇÃO: BETA
STATUS: LIVRE

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

John perdeu sua mãe muito cedo. As poucas memórias que tinha dela eram vagas e nebulosas, mas se prendia a elas como se fossem o ar que respirava, necessárias. Os fatos que seguiram o triste acontecimento o obrigaram a amadurecer rapidamente. O pai não parecia capaz de superar a perda, apelando para vícios que iam aos poucos destruindo qualquer senso paternal que já possa ter existido no velho.

Não podendo confiar em qualquer tipo de ajuda vinda do pai, John passou a se preocupar em algum modo de trazer dinheiro para casa. Conseguiu um trabalho em uma padaria perto da escola, onde, em um dia de sorte, conseguia trocados suficientes para levar para casa algum dos deliciosos doces que o cercavam na loja.

Mantinha o trabalho em segredo, usando uma mentira sobre estar se divertindo com alguns “amigos”, que nem mesmo possuía. Doía mentir para a irmã, a pessoa que mais amava, John se prendia ao pensamento que estava fazendo aquilo para não magoá-la, Vanessa já tinha sofrido o suficiente vendo a infância dos dois morrer junto da mãe.

Foi com seus 14 anos, John esperava seu pai e irmã em casa, satisfeito pelo pequeno aumento no humilde salário que recebia na padaria. Mal se limitou a levantar os olhos quando Vanessa chegou, preocupada com o pai como sempre. Porque ela ainda se dava o trabalho de perguntar onde ele estava? Ele mesmo parara de alimentar qualquer esperança para com aquele homem há muito tempo.

Quando o pai finalmente chegou, seu cheiro de álcool infestando o cômodo, John silenciosamente se levantou e foi para o quarto, se enterrando nas cobertas. Fazia esforço pra não ouvir o tom de preocupação e amor na voz da irmã enquanto cuidava do bêbado.

Mas então vieram os gritos, ela gritava por ele. A descarga de energia que o invadiu foi tanta que em um segundo John já estava de volta à sala. O que viu o parou por um segundo, o pai, agarrado a Vanessa, violentando-a, nem as menores expectativas que tinha para com o velho previam aquilo. A raiva logo substituiu a surpresa, o cegando com tamanha intensidade. Agarrou a primeira coisa que viu, uma cadeira da mesa de jantar, e bateu com ela no pai com toda força que possuía. Puxando a irmã para trás de si John começou a socá-lo, as lagrimas lhe tomando o rosto. “Foge daqui.” Gritou, olhando a irmã por cima do ombro. “Não pare de correr Vanessa.”

E só bastou aquilo, um momento de distração. A dor quase o tirou do ar por um instante. John se afastou, apoiando-se na bancada. Voltou-se para homem, que tentava se levantar, agarrado a uma faca que pingava sangue, sangue de John. Foi como ele soube que não ia vencer aquela briga, era um fraco, uma criança, precisaria fugir.

Do lado de fora o frio quase o parou, mas então outra descarga de energia o tomou. De algum lugar na floresta que cercava parte da casa sua irmã gritava. “Nessie!” Corria, adentrando a floresta atrás dos gritos da irmã. Sabia que o pai não os procuraria ali, e isso o fazia se sentir minimamente seguro.

Os próximos acontecimentos se passaram num borrão. Lobos por todos os lados, gritos e então um rugido. As cenas que John via quando abria os olhos na faziam sentido; um Tigre, uma cobra parada ao lado de um búfalo; o garoto tinha certeza que estava delirando. Então a garota se inclinou sobre ele, seus olhos negros o hipnotizando, os cabelos formando uma cortina entre os dois. “Pode me ouvir? Como se chama?” John sentia seus olhos virando nas órbitas, a consciência aos poucos deixando seu corpo. “Minha irmã... Salve minha irmã...” Então tudo ficou escuro.

Quando acordou tudo lhe foi explicado, e aos poucos John foi se adaptando a nova vida. Deixou de ser o garoto de poucos amigos que era, encontrando nos garotos do acampamento grandes amigos. Sobre sua salvadora, bem, talvez ele fosse mais agradecido a ela do que o necessário... Como fora um dos primeiros natupulos criados por Constance, acabou por ganhar um cargo mais importante, liderava o acampamento dos nativos da terra; sempre dava seu melhor nesse cargo, não cansando de impressionar sua líder.


PERSONALIDADE

John é um garoto de poucas palavras, quando fala é sempre sarcástico. É calmo e observador, mas quando se trata das pessoas que ama se irrita facilmente. Gasta parte do seu tempo estudando novas tecnologias e ensinando seus novatos.


APARÊNCIA

John não é muito alto e, como sua irmã adora o lembrar, é muito magro. Com o tempo de treinamento vem desenvolvendo alguns músculos, fato que não se cansa de exibir.


ESPECIFICAÇÕES

Possui a capacidade de se transformar em um Búfalo Africano além de controlar o elemento terra, também é um dos primeiros a serem renascidos e acompanha Constance a quase 400 anos, lidera o acampamento da terra que é responsavel por toda fabricação de armamento do exercito Natupolo.




Chloe Fletcher


IDADE: 345 ANOS
PP: ASHLEY BENSON
DOM: LOBO DO ÁRTICO DA ÁGUA
POSIÇÃO: BETA
STATUS: LIVRE

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

Estava frio, era só isso que Chloe lembrava. Do frio extremo que a anestesiava de toda a dor emocional e física, e então era isso havia fugido, tinha fugido de um casamento arranjado que seu pai a obrigava a aceitar, mas não Chloe não queria isso. Então ela fugira do que pensara ser o fim da sua vida mas não ela apenas havia ido direto em direção para ela. Não, não vou morrer assim. O pensamento era forte e cheio de toda esperança que Chloe podia juntar. Ela então se arrastou por varios e varios metros da onde o lobo havia a atacado.

Parecia que havia se passado dias até que ela não podia mas se mover, seu corpo já não lhe obedecia mais, tudo que ela conseguiu processar antes de apagar foi que ela estava a beira de um riacho, com o corpo meio atravessado parte do dorso dentro da água corrente gelada e que não muito longe num barranco alguém a observava morrer.

Algum tempo depois Chloe acordou piscando os olhos, onde ela estava? Ela tentou mais uma vez abrir os olhos, lutando contra a claridade em seu rosto. Quando conseguiu viu um rosto feminino próximo ao dela, a garota era jovem e sua cabeça agora eclipsava a luz muito brilhante que só agora Chloe reconheceu como o sol.

Mais uma vez onde ela estava? Flashes confusos invadiram sua mente. Ela correndo, caindo, se machucando e então dor, torpor, frio então mais nada. Ela olhou para a figura feminina e franziu o cenho, era uma garota parecia não muito mais velha que Chloe - O que houve? - Ela sussurou para a estranha. Ela escutou sua voz e ficou pasma, ela pensara que o som sairia como um fio de voz, mas foi clara e limpa. A estranha, inclinou a cabeça observando Chloe com atenção.

- Eu te salvei, você esta viva garota lobo.

A garota disse. Chloe franziu não entendendo o que ela queria dizer mas então com um arfar alto e repentino tudo voltou. O lobo, a dor, a fuga, ela lutando para viver, o riacho, um outro lobo branco muito maior e mais bonito que o que a atacara, o poder, ela sentiu o poder crescer dentro dela - Você me salvou-Chloe disse com os olhos enchendo de água.


PERSONALIDADE

Amável e carinhosa, Chloe surpreende todos os novatos de seu acampamento, pois anda pelas ruas geladas de seu território como uma adolescente qualquer, sempre acreditou que para achar soluções é preciso vivenciar os problemas e quase nunca demonstra seriedade ou irritação. No entanto quando o sorriso sai de seu rosto significa que a situação está realmente e perigosa.


APARÊNCIA

Olhos azuis claros, cabelos loiro platinados e ondulados até o meio das costas, estatura média-baixa, esbelta e ágil.


ESPECIFICAÇÕES

Possui a capacidade de se transformar em um Lobo do Ártico além de controlar o elemento água, também é um dos primeiros a serem renascidos e acompanha Constance a quase 350 anos, lidera o acampamento da água que é responsável por fornecer toda a frota marítima do exercito, poucos sabem mas o conselho auxiliador dos natupolos tem por presidente Chloe e outros membros do acampamento da água, pois lá estão os humanoides mais sábios e inteligentes de sua raça.




Friederich Lawrence


IDADE: 350 ANOS
PP: CHRIS HEMSWORTH
DOM: CORVO DO AR
POSIÇÃO: CHEFE DE ACAMPAMENTO
STATUS: LIVRE

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

A vida de Fritz nunca foi algo fácil, até porque o seu ser não fora planejado e muito menos desejado. Originado de uma violência sexual, o pequeno já ouvia desde os seus primeiros dias de vida o quanto era uma criatura horrível, filho de um monstro. E acaba pesando que ele também era um monstro.

Sofreu maus tratos toda a sua infância, não sabia o que era ser amado, o que era ter uma família. Nunca soubera o que era ter alguém. Alguém para cuidar dele, para o proteger, para o contar histórias, para dar uma pequena volta... Fora sozinho desde quando sua memória o permite lembrar. Mágoa, rancor e tristeza iam crescendo no peito de Fritz, até que uma certa noite, resolveu fugir de casa.

No dia seguinte iria completar 13 anos e não via mais razões para continuar naquela casa, não era bem-vindo ali e mais seria, iludia-se ao sonhar que isso poderia vir a mudar. Saiu no calar na noite, fizera uma pequena trouxinha, carregando apenas algumas udas e um pouco de comida. Não sabia o quão longe conseguiria ir.

As lágrimas banhavam o seu rosto, dificultando a sua visibilidade que já era precária devido apenas a iluminação das estralas. Não conseguia ver a Lua em lugar algum. Ignorava os barulhos a sua volta, estava tão distraído em sua dor que não notara o fato de que um homem o seguia. Após algumas horas de caminhada, resolveu para parar e se alimentar um pouco. Fora o maior erro de sua vida. Instantes após sentar na calçada, sentiu o seu corpo ser jogado e acabou batendo a cabeça no processo. Ao longe, podia sentir os lábios de outro em seu pescoço, sugando com força.
Não sabia o que era tudo aquilo, a inconsciência o chamava cada vez mais e não via o porque de lutar, queria render-se. Se aquele seria o seu fim, ao menos acabaria logo, diferente de como seria nas mãos de sua mãe. Absorto em seus pensamentos desconexos,

Nem notou os lábios afastarem de seu pescoço e muito menos escutou o rugido. Seu corpo já não o pertencia mais.
Acordou assustado. Teria sido tudo apenas um sonho? Balançou a cabeça e ao olhar em volta, mal teve tempo de processar que não estava em sua casa, porque logo uma mulher esbelta - que disse chamar Constance - apareceu e deu-lhe um sorriso gentil e o explicou tudo o que ocorrera.

Centenas de anos após o ocorrido, Fritz só tem a agradecer a tudo o que aconteceu em sua vida. Por enfim ter fugido, pelo vampiro e é claro, por Constance e todos os demais que lhe ensinaram o que é ter uma família de verdade, atualmente vive nos penhascos mas vira e mexe arranja uma desculpa para ir ao acampamento do fogo, pois sua mais nova obsessão tem o sobrenome Klaust.


PERSONALIDADE

Sarcástico e orgulhoso, Foi um dos mais rebeldes renascidos de Constance, viveu décadas longe dos natupolos, mas algum tempo depois retornou, mais maduro, leal e apto a ajudar outros renascidos que se comportavam como ele fora. No entanto o sarcasmo e o egocentrismo infelizmente não diminuiu com o tempo, pelo contrário, ao assumir a posição de chefe do acampamento do Ar seu temperamento piorou.


APARÊNCIA

Alto, forte, cabelos louros e olhos azuis.


ESPECIFICAÇÕES

Possui a capacidade de se transformar em um Corvo e domina  o elemento Ar, também é um dos primeiros a serem renascidos e acompanha Constance a quase 350 anos, lidera o acampamento da do ar que é responsável por toda espionagem que os natupolos possuem, os moradores do acampamento são mais suscetíveis a viver no mundo a fora e se camuflar entre os humanos, alguns dizem que são menos instintivos e mais "dissimulados".





Claire Van der Woodsen


IDADE: 18 ANOS
PP: JENNIFER LAWRENCE
DOM: LEÃO DO FOGO
POSIÇÃO: FILHOTE
STATUS:

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

Nascida e criada no acampamento natupolo, Claire não conhece nada além da floresta e os outros acampamentos do território de sua raça. Seus pais eram também do acampamento d fogo e lutavam na linha de frente da guerra, quando havia notificação de outras raças por perto era o seu pelotão que tinha a responsabilidade de combate-los. Exímios lutadores e manipuladores do fogo, ensinaram desde pequena as habilidade de combate a sua filha, pois um natupolos leão é uma raridade que se deve aproveitar.

Era uma noite de verão quando a notícia chegou, 4 especialistas que manipulavam armas letais para natupolos eliminaram a guarda, incluindo seu pai e sua mãe. Ela não chorou, ela não se revoltou e muito menos se lamentou. Ergueu a cabeça e no dia seguinte acordou mais cedo ainda para treinar. Eles haviam morrido fazendo a parte deles e a partir de então ela deveria  trabalhar ainda mais para ser fazer a sua parte sem erros.

Desde então Vanessa começoua a se interessar pela jovem Orfã, sabia que com algumas dezenas de anos, ela estaria apta para tomar o seu lugar e por isso deveria protege-la até que ela ficasse madura o bastante para se defender sozinha.

PERSONALIDADE

Personalidade forte, com ampla capacidade de liderança, é uma jovem que fora criada no acampamento, filha de pais natupolos, ela não renascera como alguns veteranos do acampamento, pelo contrário, desde crianças sua vida fora aquele ambiente e não conhece como é o mundo lá fora. Torce para fazer 21 anos e poder descobrir o mundo, mas nem por isso deseja abandonar sua família, acredita que pode ser mais util ao seu povo se entender como funciona o mundo lá fora.

APARÊNCIA

Cabelos loiros avermelhados, estão sempre bagunçados o que faz as pessoas se lembrarem da juba de um leão, dotada de olhos penetrantes e sérios, é sempre a melhor de sua turma nos treinos e sempre recebe elogio dos mais velhos. Seus pais morreram viajando para fora do acampamento, mas a garota não deixa nenhuma magoa transparecer está sempre sorrindo.

ESPECIFICAÇÕES
Possui a capacidade de se transformar em um lobo, além de controlar o elemento fogo. Atualmente ainda não pode sair do acampamento porque é menos de idade.





Igor Wesbrook


IDADE: 18 ANOS
PP: GARRETT HEDLUND
DOM: ÁGUIA REAL DO AR
POSIÇÃO: FILHOTE
STATUS: OCUPADO

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

Nascido em São Petersburgo, todos sabiam que ele não ia viver muito tempo. Porquê? Bom, as más linguas sempre contavam uqe jovens bonitos com espirito bohêmio eram candidatos ao infortúnio nas vielas da cidade russa. AS lendas sobre vâmpiro cresceram junto com a cidade, mas a juventude nunca aceitou tais boatos. Igor era um desses. Jovem rico, bonito e libertino, nada o segurava, a noite era sua escrava e sua jornada só terminava no raiar do dia.

Nascido de uma família abastada, sabia que não precisaria se esforçar para ter tudo que queria, afinal de contas com o tempo tudo seria repassado a ele, o filho único e herdeiro de uma enorme herança; conhecidos por todos como a águia dos Jogos, nunca perdera uma jogatina, seu intelecto estava muito a cima dos de seus adversário, pena que era usado para atividades tão mesquinhas. Vivia cercado de amigos e as gêmeas Van der Woodsen eram as suas companhias favoritas, suas amigas de infância, acompanhavam Igor nas festas para causar um grande impacto quando adentrasse nos estabelecimentos, pois ambas eram dotadas de uma beleza exótica que atraia olhares admirados.

O dia que perdera sua primeira partida de 21 também foi o dia de sua morte, um cavalheiro misterioso sentara em sua mesa e só disse uma frase durante todo o jogo "será delicioso te vencer". O cavalheiro e seus amigos riram de tamanha arrogância para com o a àguia dos jogos, mas no fim de horas de jogo o Duque, agora identificados por alguns, massacrou Igor que retornou para seu carro conversível afim de pegar o resto de seu dinheiro para uma revanche.

Mas Vladmir Peroff, seu adversário havia o seguido e estava a sua frente, numa viela suja de São petersburgo. "Quero meu prêmio" A voz soou mais ameaçadora que o normal, no entanto, os litros de alcool na corrente sanguíne do jovem herdeiro, fez com que ele perdesse a noção do perigo, virou-se para o cavalheiro afim de discutir sobre o jogo anterior, mas seus pensamentos não acompanharam as ações que vieram a seguir. Vladmir já estava com seus dentes cravados na carótida de do Jovem Westbrook e depois de alguns minutos, largou-o pra morrer devido a hemorrágia.

O jovem bohêmio, nunca pensou que fosse morrer assim, quem sabe um acidente de trânsito ou uma overdose, mas servindo de alimento para um vâmpiro era novidade, o resto de sua mente voava entre lembranças e arrependimentos quando um tigre voou para cima de seu corpo e o arrastou desfalecido para uma floresta. Tudo escureceu e tempo depois estava vivo, novo e mais forte do que nunca.

Levado para o acampamento do Ar, Igor não vê a hora de poder se graduar a fim de voltar a St. Petersburgo e assassinar o maldito vâmpiro que retirara sua vida sem misericóridia. Ainda não aceita sua atual condição, apesar das horas de conversa com Constance e Fritz.


PERSONALIDADE

Inteligênte, esperto e bohêmio, Igor sempre usou suas habilidades para a diversão, acredita que o bom da vida é viver e por isso não gosta da idéia de perder tempo com trabalho e atividades que não tragam prazer imediato.

APARÊNCIA

Loiro, olhos azuis, anda com uma barba por fazer e após se tornar um natupolo desenvolveu um gosto por andar sem camisa.

ESPECIFICAÇÕES

Ainda é considerado um filhote pelo seu povo, por isso não possui permissão para sair fora dos arredores do território natupolo, possui a capacidade de se transformar numa águia e controlar o ar. Ultimamente está passando por treinos e sessões de terapia com os superiores, porque todos querem tirar de sua cabeça o desejo de vigança.






Briam Lancaster


IDADE: 120 ANOS
PP: MICHAEL FASSBENDER
DOM: CAVALO DA TERRA
POSIÇÃO:DESENVOLVEDOR DE ARMAS
STATUS: LIVRE

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

Um dos primeiros Natupolos nascido no acampamento, Briam Lancaster sempre fez daquele lugar sua festa particular, amava seu povo e toda aquela liberdade, amava as mulheres com poucas roupas e as transformações de furias que as deixavam nuas quando voltavam a forma humana. Que outro lugar seria tão bom como o seu lar? Andara pelo mundo e nunca achou ambiente mais prazeroso que o acampamento. Só os natupolos sabiam com ser livres, respeitar a individualidade de cada um e somente eles entendiam esse lado selvagem e instintivo que possuíam.

Seu intelecto sempre atraiu as mulheres ao seu redor e Briam nunca achou isso ruim, pelo contrário aproveitou ao máximo, não é atoa que possui dois filhos quando a média de sua raça é apenas um por casal, isso que ele tenha conhecimento, porque nos acampamntos da vida, não duvida de que haja mais um punhado de Lancasters a serem descobertos.

A vida toda,  no entanto, tentou seduzir a chefe do acampamento da água e nunca teve sucesso. Ele não desiste e tem como maior objetivo de sua vida.


PERSONALIDADE

Sedutor, galante e despretensioso, Briam vive mais para se divertir do que por uma causa como a maioria dos Natupolos, gosta do seu trabalho e de desenvolver armas e equipamentos, mas faz questão de fazer isso ao ar livre para que as moças o bejam trabalhando, porque ele se acha muito sexy quando pensa e bom, elas também.

APARÊNCIA

Um homem de meia idade, mais bonito que a maioria, porte atletico, olhos claros e cabelos grisalhos.

ESPECIFICAÇÕES





Mariah Van der Woodsen


IDADE: 18  ANOS
PP: SOPHIE TURNER
DOM:  RAPOSA DO FOGO
POSIÇÃO: FILHOTE
STATUS: LIVRE

HISTÓRIA DO PERSONAGEM

Era uma noite de Sexta feira, pelo que Mariah se recordava, ela e sua irmã gêmea sempre fugiam de casa para acompanhar Igor Westbrook em suas aventuras noturnas e aquele dia não seria diferente, bom era o que ela imaginava. Toda noite era divertida e inesperada, e mesmo que seus pais falassem e orientassem as meninas contra tais atividades, elas ignoravam, pois diversão suprimia a razão.

Seu irmão mais velho, Caleb,  estava cansado de proteger as traquinagens das gêmeas e naquela noite decidira que iria faze-las retornar para casa, fosse por bem ou por mal. Maria e Marcella, no entanto, saíram de casa mesmo assim e tentaram despista-lo adentrando em vários estabelecimentos aglomerado de pessoas, no terceiro bar que entraram, conseguiram sair da vista do irmão. Rapidamente ligaram para Igor que apareceu em seu carro conversível para leva-las a mais uma de suas noites bohemias.

Uma jogatina de cartas era o que se passava naquele estabelecimento escuro e embaçado pela fumaça dos cigarros, mas as garotas não jogavam, ela serviam apenas para tocar nas cartas e dar sorte para os cavalheiros que as gracejavam e imploravam para lhes pagar alguma bebida. Tudo corria como de costume, até que um misterioso homem apareceu na mesa em que elas estavam. Marcella logo se aproximou dele e o paparicou desejando-lhe sorte em suas jogadas, mesmo que ele estivesse jogando contra Igor, seu velho amigo de infância. Mariah entretanto, sentia que algo estava errado, desejou que Caleb a tivesse levado para casa, mas era tarde demais. Um pouco antes do findar do jogo, A gêmea que começara a se sentir desconfortável saíra a fim de pegar um ar, a ruela estava deserta e escura, a ultima pessoa que desejava encontrar era Vladmir.

-O senhor não está no meio de uma partida? -Disse atônita quando o homem misterioso apareceu a sua frente num piscar de olhos. "Todo cavalheiro merece uma pausa para suas necessidades fisiológicas.", respondera o homem com um sorriso cínico no rosto. A conversava estava estranha e ela não entendia muito bem seus termos. -Mas o banheiro não é aqui, meu senhor - respondera tentando terminar a conversa, ele no entanto não parecia querer finda-la. "Eu sei, minhas necessidades são outras" Disse antes de  cravar as presas em seu pescoço. Largou o corpo palido e sem vida da ruiva no chão, ainda existiam mais 2 presas dentro daquele estabelecimento.

A morte fora mais rápida do que ela imaginou que seria, a dor era quase como um zumbindo a lembrando de que algo estava errado, mas durou pouco, pois um escuro tomou sua mente, um escuro que deveria ser eterno, mas não o fora para Mariah. Acordou ao lado de uma jovem morena que parecia sem tempo. "espere aqui, tenho que salvar os outros" disse a mulher que aparentemente tinha salvo sua vida.

PERSONALIDADE

Graciosa e inconsequente, mesmo após sua morte e renascimento ainda pensa que a diversão em a frente das necessidades. Individualista, ao contrário da maioria dos natupolos pensa mais em seu benefício do que o do grupo. Amiga de Igor, vive escapulindo de seu acampamento para encontra-lo perto das divisas do acampamento do ar.


APARÊNCIA

Ruiva, olhos azuis, branca, porte médio, magra de cabelos longos.
ESPECIFICAÇÕES
Além da capacidade de manipular o fogo, também consegue se transformar numa bela raposa vermelha. Por não ter se tornado uma adulta, está proíbida de sair das divisas do território natupolos e passa muito tempo com instrutores mais velhos.

Legendary Spirit

avatar
Admin

Mensagens : 54
Pontos : 2855
Data de inscrição : 05/02/2014

Certidão de Personagem
Pontos de Vida:
100/100  (100/100)
Nível:
Moedas de Ouro:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 :: Cannons

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum