bem-vindos
Não, bem-vindo não é algo que você seja. Um cenário violento e cruel de batalha entre seres humanos, vampiros, magos e criaturas estranhas não é algo que se possa dizer estar "bem". De qualquer forma, ofereceremos a você todo um aprendizado sistemático para sobreviver nesta guerra, seja você o que for.

Mal-vindo à nova era!

:: Topsites Zonkos - [Zks] :: Portal Zonko's [Zks] de Harry Potter
você sabia?
awards

mulher
homem
shipper
mago
vampiro
especialista
natupolo
família

Biblioteca

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Biblioteca

Mensagem por Legendary Spirit em Sab Fev 08, 2014 11:56 am




Biblioteca

Com estantes até o teto, livros de todos os tipos. Além de vários armários onde são guardados papéis e documentos antigos decorrentes das cidades Humanas. Papéis sobre Magos, Vampiros, torturas e prisões, mapas entre outros. Têm dois grandes e aconchegantes sofás com um tapete e uma mesa do centro. Um deslumbrante lustre de cristais e detalhes em ouro são a atração principal da biblioteca. Apresenta também uma mesa de mogno com blocos de notas, canetas, papéis espalhados.

Créditos a agora Legendary Dark.

Legendary Spirit

avatar
Admin

Mensagens : 54
Pontos : 2973
Data de inscrição : 05/02/2014

Certidão de Personagem
Pontos de Vida:
100/100  (100/100)
Nível:
Moedas de Ouro:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Biblioteca

Mensagem por Zacky C. Kauffman em Seg Mar 10, 2014 4:37 pm

Am I Invisible?
When you were listening to that song on that drive with the people you love most in this world. And in this moment, I swear, we are infinite.?
"É necessário ter o caos dentro de si para gerar uma estrela." 


Em um beco escuro e sem vida, Zacky se via correndo para onde achou que era a saída daquele lugar,uma névoa tenebrosa de tom avermelhado começou a surgir do nada conforme o garoto corria em passos largos.Por mais que ele corresse, ele nunca conseguia alcançar o fim do túnel.A névoa era como se fosse chuva ácida e a pele do rapaz começa a queimar de forma absurda, como se estivesse de frente ao sol.Ao longe ele viu uma luz na qual ele aumentou os passos, gemendo de dor, para sair daquele inferno.Cinco metros antes da saída ele cai de joelhos e vê um 'vulto', uma imagem de uma mulher rindo histericamente de sua cara.Em seus lábios sentiu o sabor 'enferrujado' de seu próprio sangue e este sangue escorria por todos os orifícios possíveis de seu corpo.Ele apenas sentiu as dores e o ácido corromper seu corpo e quando deu por si...

Era apenas um sonho, não um sonho, um terrível pesadelo sinistro semelhante ao da noite anterior.Já faz uns dias que o rapaz tem tido inquietude em suas noites de sono e tem acordado em mesmo estado, completamente suado e trêmulo.O motivo ? Por mais banal que seja , ela sabe qual é e prefere deixar isto oculto por enquanto.Seus medos estão se tornando realidade, sua auto estima está regredindo e toda a sua animação que tinha para zoar os outros e brincar, de certa forma desaparecera.Todos os seres humanos tem uma fraqueza muito estúpida, e ele não é diferente.Por mais fria ou desencanada que ela seja, esta ''fraqueza'' te destrói.

Sem rumo,apertou os passos para fora do quarto ...Para onde ele está indo ? Não se sabe.Caminhou e caminhou por distintas regiões, entrou por lugares que nunca havia passado antes e seu cérebro lhe apontou uma direção fixa,a biblioteca.Seus olhos fechados olhavam pro céu,no meio do caminho, mas seus pensamentos estão perdidos no horizonte.Sem a companhia de sua família e sem amigos ele se sentia como um bobo da corte na qual não tinha mais a sua rainha(no caso,a sua mãe) para lhe fazer suas graças.Porque quando o mesmo está fora do seu estágio 'bipolar' ele é uma pessoa completamente diferente,engraçada,simpática e boba.A Bipolaridade ainda o mata.Era torturante ter que aceitar o fato de perder parte da família por bruxos.Talvez o seu pesadelo agora faça sentido,aquela mulher...deve ser uma bruxa na qual ele não se lembra de onde.Ou não quer lembrar.

Seus olhos tão viajados quanto a sua mente percorrem cada estante daquela biblioteca,seu corpo caminha por entre elas mas a sua mente não.Colocou alguns pergaminhos e livros sob a proteção de seus braços como se fosse uma galinha protegendo seus ovos...Caminhou até o primeiro local com assento, uma cadeira e se fixou ali.Zacky ia começar um árduo estudo sobre questões vagas em sua mente.

Zacky C. Kauffman

avatar
Mercenários

Mensagens : 1
Pontos : 2825
Data de inscrição : 12/02/2014

Certidão de Personagem
Pontos de Vida:
80/100  (80/100)
Nível: 5
Moedas de Ouro:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Biblioteca

Mensagem por Katerina M. Kauffman em Seg Mar 10, 2014 10:51 pm


NO WAKE UP
Quer um pouco de chá? Talvez um pouco de vodka? Ambos irão ajudá-lo a dormir

Duas da manhã de um dia de verão.



Acordou quando virou-se na cama e não encontrou  o que estava acostumada a tocar, as madeixas castanhas de Zacky, elas  não estavam no lado direito da cama como de costume.

Ele deve ter ido ao banheiro e já volta

Raciocinou sonolenta sem nem se dar ao trabalho de abrir os olhos, mas o tempo passou e ele não havia voltado.  Um estágio de alerta então tomou conta do corpo cansado da Mercenária, fazia algum tempo que ela não conversava direito com ele, os trabalhos acumulados na prisão de Razgard estavam absorvendo ela por completo, tomada pela culpa de não dar atenção ao seu marido levantou-se da cama e foi em direção ao banheiro.

-Zacky, volte para a cama, ainda são duas da manhã.

Ela resmungava enquanto tentava acha-lo, mas ele não estava no banheiro. Um pouco mais desperta começou a procurar algo para se vestir, não estava frio, mas em Razgard 7ºC é considerado um dia quente, no entanto não era o bastante para que Kate saisse do quarto aquecido  somente de sutiã e calcinha. Por outro lado ela estava perdendo tempo demais, algo poderia ter acontecido a Zacky.

-Será que...Bruxos!

Disse pensando em voz alta, sim a pior coisa que poderia ter acontecido, bruxos, seu robe vermelho de seda estava pendurado na porta do banheiro e foi a única coisa que ela pensou em pegar antes de sair correndo pela mansão na tentativa de não acordar ninguém, e também encontra-lo.

Mas não achava nada, sua preocupação só aumentava, irritada com aquilo e desesperada pelo sumiço nada normal de Zacky foi até a garagem e percebeu que seu carro não estava alí. Sem pensar duas vezes pegou o seu e começou  dar voltas na cidade tentando achar onde poderia estar estacionado o carro da bendita criatura.

Após passar pela segunda vez em frente a sede da cúpula, conseguiu enxergar na esquina o carro dele. Poderia ter ido seu marido até o prédio por livre espontânea vontade? O que ele estava fazendo? A família havia escondido algo dela por se tratar do marido? Bateu a porta raivosamente quando saiu do carro e teve a espinha arrepiada pelo frio que tomou conta do seu corpo. Sim, ela não estava vestida adequadamente, mas a rua estava deserta e ela entrou na sede sem mais delongas.

Achar o marido foi fácil, pois depois que entrou na cúpula ela  seguiu o caminho de luzes acesas até encontrar a biblioteca e a silhueta de alguém sentado numa cadeira ao fundo.

Aliviada, irritada, sonolenta e confusa ela se colocou em pé a frente de Zacky. Ela não fazia ideia do que significava aquilo, mas ela tinha certeza que não valia o esforço de levantar no meio da noite e isso estava deixando ela furiosa.

- Eu casei com um sonambulo ou você simplesmente quis me pregar uma peça?

Seu ar era áspero e ela não pode deixar de colocar a mão na cintura,  criando uma postura  um pouco clichê demais, no entanto eram reflexos automáticos de sua raiva camuflada no alivio de vê-lo aparentemente bem.

thanks rapture
Katerina M. Kauffman

avatar
Cúpula Inquisitorial

Mensagens : 21
Pontos : 2781
Data de inscrição : 09/02/2014

Certidão de Personagem
Pontos de Vida:
220/220  (220/220)
Nível: 11
Moedas de Ouro: 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Biblioteca

Mensagem por Katerina M. Kauffman em Sex Mar 14, 2014 9:39 pm


NO WAKE UP
Quer um pouco de chá? Talvez um pouco de vodka? Ambos irão ajudá-lo a dormir

Duas da manhã de um dia de verão.



Sua cara de sonso somente aumentava meu nivel de estresse noturno. Como qualquer kauffman ser acordado no meio da noite era motivo para iniciar uma guerra e Zack sabia muito bem disse.

Devia ser por causa desse motivo que ele preferiria se manter calado.

Sem mais delongas Katerina como a boa esposa que era simplesmente puxou o marido pela camisa o retirando daquela posição estatica e o guiou até a saída.

-Vamos no meu carro, amanhã você manda alguém buscar o seu.

Ela colocou o homem no banco do carona e ainda apertou seu cinto como fazia com um bebê.

-Ótimo agora terei de cuidar de um sonambulo.

Enquanto dirigia de volta para sua casa fez a nota mental de começar a trancar o quarto todas as noites.



ENCERRADO



thanks rapture
Katerina M. Kauffman

avatar
Cúpula Inquisitorial

Mensagens : 21
Pontos : 2781
Data de inscrição : 09/02/2014

Certidão de Personagem
Pontos de Vida:
220/220  (220/220)
Nível: 11
Moedas de Ouro: 0

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Biblioteca

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum